Numa pequena cerimónia simbólica devido às restrições da pandemia Covid-19, os Presidentes da Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra, Carlos Casimiro, e da União das Freguesias do Cacém e São Marcos, Paulo Adrego, juntaram-se no Parque Linear D. Domingos Jardo, mais propriamente na ponte que une as duas Freguesias, para evocar o vigésimo aniversário da elevação de Agualva-Cacém à categoria de cidade.

20 anos da Cidade de Agualva - Cacém

Os oitenta mil habitantes da Cidade de Agualva-Cacém fazem com que seja a décima maior cidade portuguesa e a quinta maior cidade da Área Metropolitana de Lisboa, tendo uma localização estratégica ímpar, bem servida de infraestruturas rodoferroviárias (A37, A16 e Linha de Sintra) e equidistante entre a capital do país e a pérola que é Sintra.
Na atual Cidade de Agualva-Cacém existem dois aglomerados urbanos antigos separados administrativamente pela Ribeira das Jardas, que se uniram em meados do século passado: A Agualva, cujo centro histórico integra o Largo da República e se incluía no ?Termo de Lisboa? e o Cacém, cujo centro histórico integra o Largo D. Maria II e se incluía no ?Termo de Sintra?.
A Cidade de Agualva-Cacém foi constituída em 2001 através da Lei n.º 34/2001, de 12 de julho, elevando a Vila que já existia com o mesmo nome desde 20 de setembro de 1985.
Nesse mesmo ano, através da Lei n.º 18-C/2001, de 13 de julho, a antiga Freguesia de Agualva-Cacém, é dividida em quatro freguesias: Agualva, Cacém, Mira Sintra e São Marcos.
Em 2013, através da reforma administrativa imposta pela Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro, foram constituídas a União de Freguesias de Agualva e Mira Sintra e a União de Freguesias de Cacém e São Marcos.
A Cidade de Agualva-Cacém está integrada no segundo maior município de Portugal, constituído por duas cidades (Agualva-Cacém e Queluz), oito vilas (Sintra, Belas, Colares, Algueirão - Mem Martins, Rio de Mouro, Montelavar, Casal de Cambra e Terrugem) e várias dezenas de aldeias.
Parabéns a todos nós!

Com a População Sempre!


Partilhe em