GABINETE DE PSICOLOGIA


 

ATENDIMENTO DE PSICOLOGIA

Com o objetivo de minorar o impacto que a crise económico-social tem na vida das pessoas e na sua saúde mental e preencher as necessidades de cariz emocional e psicológico identificadas na comunidade, a União das Freguesias do Cacém e São Marcos disponibiliza gratuitamente para a população um serviço de atendimento em Psicologia.Estas consultas realizam-se no Departamento de Intervenção Social (Casal do Cotão), no Centro Carlos Paredes (São Marcos) e na sede (Rua Nova do Zambujal, nº 9 - Cacém). Para aceder ao serviço, é apenas necessário ser residente nesta União de Freguesias e preencher o formulário de pedido de consulta num dos postos de atendimento da União das Freguesias do Cacém e São Marcos, sitos na loja do Cidadão do Cacém, no Centro Comercial de São Marcos, no Centro Carlos Paredes (São Marcos) ou na delegação do Casal do Cotão. Para mais informações, consulte o regulamento do gabinete técnico de intervenção psicossocial, disponível no nosso site.

PSICOLOGIA NA ESCOLA

O projeto de intervenção social "Crescer a Sorrir" é dinamizado junto da comunidade escolar da freguesia há já vários anos. No âmbito desse projeto são dinamizadas ações de formação variadas, por exemplo, ao nível da regulação emocional, da educação parental ou da literacia financeira e projetos ao nível da promoção de competências (regulação comportamental, expressão afetiva, adaptação à mudança,...) e de prevenção primária (violência no namoro, sexualidade, bullying, comportamentos de risco,...).

PROJETO DE PROMOÇÃO E DESENVOLVIMENTO EMOCIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO SEXUAL – "A HISTÓRIA PARA ALÉM DA CEGONHA"

A União das Freguesias do Cacém e São Marcos, consciente da importância de participar ativamente no desenvolvimento harmonioso da sua população, dinamiza, nas escolas de 1º ciclo da freguesia, um projeto de promoção e desenvolvimento emocional no âmbito da Educação Sexual. A Educação Sexual em meio escolar, além de permitir informar com credibilidade e aumentar o conhecimento, permite trabalhar com os alunos vetores fundamentais para a construção da sua identidade, nomeadamente: o respeito pelo outro; a igualdade de direitos entre homens e mulheres; a identificação e expressão emocional; a importância da comunicação e envolvimento afetivos nas relações, o que é crucial para a sexualidade, mas também para todas as outras dimensões da vida.
O projeto de promoção e desenvolvimento emocional no âmbito da educação sexual "A História para Além da Cegonha" tem como principal objetivo promover a reflexão e a capacidade de decisão nas múltiplas dimensões da sexualidade, ao apresentar uma visão multidimensional das relações interpessoais, nas suas dimensões afetiva, relacional, sociocultural e ética, permitindo uma maior proteção e uma vivência mais informada, autónoma e responsável da sexualidade e do desenvolvimento sexual.
Este projeto contempla a dinamização de uma sessão inicial com os professores, 4 sessões com os alunos que frequentam o 3º ano de escolaridade e uma sessão final destinada aos pais. Para a dinamização de algumas sessões deste projeto, é solicitada a colaboração aos enfermeiros da Saúde Escolar, do Centro de Saúde do Cacém, para apoio na abordagem das dimensões físicas e fisiológicas, envolvidas no processo de reprodução, nascimento e crescimento.
Todas as ações do projeto são pensadas de modo a envolver os Pais, os Encarregados de Educação, os Professores e os Alunos, uma vez que o sucesso da implementação de um projeto deste tipo depende da participação e colaboração ativa de todos os agentes educativos envolvidos na educação destas crianças.

 

FORMAÇÕES E SESSÕES DE ESCLARECIMENTO

Com o objetivo de promover o bem estar emocional, o equilíbrio familiar, a gestão de recursos, o afeto, a disciplina e outras necessidades da comunidade, os técnicos da junta, em colaboração com técnicos de outras instituições (Centro de Saúde, CMS, CPCJ), desenvolvem ações de formação e educação parental abertas à comunidade escolar e à comunidade em geral.

 

COMISSÃO DE PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS EM RISCO – SINTRA ORIENTAL

Em parceria com a CPCJ Oriental a União de Freguesias do Cacém e São Marcos cede uma técnica da área de Psicologia. As Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) são instituições oficiais não judiciárias com autonomia funcional que visam promover os direitos da criança e do jovem e prevenir ou pôr termo a situações suscetíveis de afetar a sua segurança, saúde, formação, educação ou desenvolvimento integral.
Considera-se que a criança ou o jovem está em perigo quando, designadamente, se encontra numa das seguintes situações:
• Está abandonada ou vive entregue a si própria;
• Sofre maus tratos físicos ou psíquicos ou é vítima de abusos sexuais;
• Não recebe os cuidados ou a afeição adequada à sua idade e situação pessoal;
• É obrigada a atividade ou trabalhos excessivos ou inadequados à sua idade, dignidade e situação pessoal ou prejudiciais à sua formação ou desenvolvimento;
• Está sujeita, de forma direta ou indireta, a comportamentos que afetem gravemente a sua segurança ou o seu equilíbrio emocional;
• Assume comportamentos ou se entrega a atividades ou consumos que afetem gravemente a sua saúde, segurança, formação, educação ou desenvolvimento sem que os pais, o representante legal ou quem tenha a guarda de factos lhes oponham de modo adequado a remover essa situação.
A intervenção das comissões de proteção de crianças e jovens tem lugar quando não seja possível às entidades com competência em matéria de infância e juventude atuar de forma adequada e suficiente a remover o perigo em que se encontram.

Algumas das atividades desenvolvidas:
• Ações de sensibilização e prevenção da violência no namoro
• Projeto de educação em literacia financeira
• Encontros Intergeracionais
• Curso de educação parental e apoio às famílias
• Dinamização de sessões de formação do Gabinete de Inserção Profissional em parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional de Sintra.

Para informação mais detalhada consulte regularmente o site da União das Freguesias ou contacte-nos pelos telefones 21 426 19 74; 21 912 93 80 ou por um dos nossos endereços de e-mail.